.mais sobre mim
.Para ti Carine...
Sempre que precisares, tens aqui toneladas de força para te ajudar... 10000000000000000000000000000
.Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Desculpa ter-te perdido!

. "Esta, meu amor, é a minh...

. Amo-te Mãe!

. Amor é mais que tudo, sim...

. Fechei os sentimentos, an...

. Mar... O meu refúgio

. Não sei...nada sei...e dó...

. Um miminho...

. Desafio... Confiança

. Escolhas e Decisões

.arquivos

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.tags

. todas as tags

.pesquisar
 
.Fazer olhinhos
.Pensamentos...
"Amar não é aquilo que queremos sentir mas sim aquilo que sentimos sem querer"
blogs SAPO
.subscrever feeds
Sábado, 27 de Dezembro de 2008
Lá fora a neve cai....

Hoje o dia acordou alegremente tristonho. O céu está cinzento, e a neve que dele cai transforma a paisagem verdejante, num enorme manto branco, e tudo parece envolver-se num momento único de Paz…

A nostalgia vem abraçar-me, uma lágrima molha a face rosada do meu coração, e outra corre lentamente pelo meu rosto… A beleza de tudo o que contemplo faz-me chorar e pensar em ti, e pensar em nada…

As crianças brincam na neve, sorriem, correm, saltam, tropeçam, caiem, choram, levantam-se, limpam as lágrimas e… voltam a sorrir…

Pudesse também eu limpar estas lágrimas que friamente me magoam, e deixam triste… Pudesse também eu ser criança novamente, ter a esperança viva no olhar, e lutar…

Mas eu já fui criança hoje… já corri, pulei, sonhei… Tudo aconteceu tão depressa, porque num momento olhei para trás e na minha memória algo fez despertar em mim um triste sentir…

Fecho os olhos, sinto o ar frio e cortante na minha cara, a neve toca-me levemente, pego nas minhas lágrimas e delicadamente transformo-as em flocos de neve, que caiem tão devagarinho e cobrem o meu coração numa ternura carinhosa… Deixo-me assim estar… Já não dói… Já nada sinto… fico apenas aqui, inerte na brancura da neve que me acaricia… Sonhando e acreditando sempre…


sinto-me: com esperança

publicado por sp às 16:47
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres