Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sentir Sem Sentido

" Se a Vida não te sorrir, sorri Tu para ela."

" Se a Vida não te sorrir, sorri Tu para ela."

Sentir Sem Sentido

16
Jan09

Admiradora secreta?

sp

"14 de Fevereiro de 2008

Gosto de ti. Desculpa. Mas gosto mesmo de ti…

Foi num dia bonito, em que o sol, pintado no azul claro do céu, sorria infatigavelmente e contagiava todos os seres humanos com os seus raios de alegria, que te vi pela primeira vez com o coração. Nunca antes te olhara assim, tão genuinamente…Nesse momento, contemplei o teu sorriso, como outrora, em criança, admirava as estrelas cintilantes que iluminavam o céu escuro, e me faziam rir e deambular por sonhos perdidos… Ao olhar os teus olhos, lembrei-me do incomensurável mar desconhecido desejando descobrir as rotas do teu olhar… O meu coração sentia-se diferente, estava feliz, riu, cantou e pululou de alegria… há muito tempo que não o via assim… Esse dia passou, e outros dias se seguiram uns após os outros. Às vezes via-te, e quando isso acontecia, o meu dia tornava-se maravilhosamente espectacular. Quando não te via, ocupava as intermináveis horas do meu dia a pensar em ti, a imaginar utópicas historias de amor, onde eu e tu éramos as personagens principais, a desejar efusivamente o dia seguinte para te poder vislumbrar…Tu. Tu. E só tu. Eras somente tu quem eu queria ver, ninguém mais me interessava. Porque tu transportavas contigo um mundo diferente… um mundo colorido, um mundo encantado, um mundo especial, para mim. Eu sorria, o meu coração sorria, o meu mundo sorria quando tu me olhavas… Quando a tua ausência, nos caminhos da minha vida, se prolonga por muito tempo, eu olho o mundo e tudo o que me rodeia e vejo-te a ti… olho as estrelas, olho o mar, olho a beleza das borboletas e das flores… e lá estás tu… assim sinto que não estou só e que tu me fazes companhia, tal como o céu, que embora esteja demasiado distante de nós, permanece sempre ali, está sempre presente. Assim como tu estás, em todas as coisas belas e maravilhosas para onde eu olho vejo o teu rosto… o teu rosto e ao lado do teu rosto desenho o meu…Não adianta negar perante mim própria aquilo que o meu coração sente, desde o dia que te viu pela primeira vez… É um facto, o meu coração está perdidamente apaixonado…  Não tenho coragem para te dizer olhos nos olhos o que sinto por ti, por isso escrevi esta carta e nela deixei fluir todos os meus sentimentos...Não sei se vais saber quem sou, ou se vais sentir o que eu sinto, mas quero que saibas que alguém no mundo te acha especial..."
Mariana hoje sorria ao ler a carta que mandara a Pedro no dia de S. Valentim, sentada no seu colo, recordara o momento em que a escrevera, como se sentia e como a colou estrategicamente junto de anúncios plublicitários na casa do Pedro naquele dia em que iam fazer um trabalho de grupo.
- Não sei como descobriste que tinha sido eu a escrever a carta.- disse Mariana com um sorriso nos lábios.
- Sabes, é que eu sou um bom observador.- disse Pedro.
 
( Texto fícticio para a Fabrica de Histórias)
 
 

15 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Para ti Carine...

Sempre que precisares, tens aqui toneladas de força para te ajudar... 10000000000000000000000000000

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Pensamentos...

"Amar não é aquilo que queremos sentir mas sim aquilo que sentimos sem querer"